Pelenova Biotecnologia

  • Pelenova Biotecnologia
  • Pelenova Biotecnologia
    • Quem Somos
    • Missão
    • Objetivos
    • História
  • Produtos
    • Ingredientes Ativos
    • Linha Dermatológica
    • Linha Dermocosmética
    • Linha Antissinais
  • Responsabilidade Socioambiental
  • Parcerias
    • Parceiros
    • Pesquisa
  • Contato

Trabalhe Conosco | Mapa do Site | Restrito

Ingredientes Ativos | Linha Dermatológica | Linha Dermocosmética | Linha Antissinais

CONHEÇA SUA PELE

NOTÍCIAS


Pele - Prevenção contra as feridas



Como posso prevenir o aparecimento de feridas no meu pé se sou diabético(a)?...

Há algumas medidas que se você é diabético(a), pode e deve adotar como forma de prevenir que seus pés apresentem feridas de difícil cicatrização:

- Assim como todos os dias você se olha ao espelho e examina o seu rosto, examine também todos os dias a outra extremidade do seu corpo com a mesma atenção e carinho: os seus pés. Procure calos, rachaduras, micoses e pequenos ferimentos. Olhe com especial atenção a sola dos pés. Se encontrar calos, procure um podólogo especializado em diabetes. Se encontrar algo mais, fale com o seu médico sobre qual cuidados deve ser tomado para cada coisa.

- Use sapatos e meias confortáveis de algodão, sem elástico, que não apertem nem que estejam muito folgados. Lembre-se de examinar os sapatos antes de calçá-los. Se você tem neuropatia, pode não sentir a presença de uma pedrinha ou objeto dentro dele e isto provocar um ferimento no seu pé. Evite sapatos de bico fino ou de salto muito alto ou feitos de material sintético. Seus sapatos devem ser muito leves e sem costuras internas, e claro...muito macios também. Ah! Lembre-se de comprá-los sempre ao fim do dia, quando os pés estão mais inchados. Sapatos inadequados respondem por cerca de 40% dos ferimentos em pés diabéticos!!

- Lave bem os pés todos os dias em água corrente e seque-os muito bem, especialmente entre os dedos. Evite o aparecimento das "frieiras". Após isso, use hidratante neutro de lanolina todos os dias, menos na região entre os dedos.

- Uma vez ou duas por mês, pelo menos, corte com tesoura sem ponta, ou melhor ainda, lixe as suas unhas dos pés, de forma reta, horizontal, sem arredondá-las. Não arranque cutículas nem corte calos com alicate ou tesoura.

- Evite andar descalço e nunca faça escalda-pés ou use bolsa de água quente ou secador de cabelos para esquentar os seus pés.

- Procure, de tempos em tempos, um profissional de saúde que saiba identificar quando há maior risco de lesões. Esses profissionais geralmente trabalham ligados a um centro ou associação de educação em diabetes e orientará você da melhor forma.

- Alimente-se de forma regular, balanceada e controle a sua glicemia com freqüência. Atividade física regular também só fará bem a você. Não tenha preguiça de começar. Converse com o seu médico sobre o que pode ser bom para você praticar.

- Por fim, não tenha vergonha de mostrar seus pés ao profissional. Por incrível que pareça, existe uma certa resistência por parte de pacientes e profissionais em examinar os pés. Não espere para falar deles somente se surgir uma lesão. Qualquer mudança - inchaços, pequenas bolhas, bolsas de "sangue pisado", calos, dormência ou formigamentos são sinais importantes que não devem ser ignorados. Informe o profissional para que ele cuide bem de você!




« Voltar | Topo