Pelenova Biotecnologia

  • Pelenova Biotecnologia
  • Pelenova Biotecnologia
    • Quem Somos
    • Missão
    • Objetivos
    • História
  • Produtos
    • Ingredientes Ativos
    • Linha Dermatológica
    • Linha Dermocosmética
    • Linha Antissinais
  • Responsabilidade Socioambiental
  • Parcerias
    • Parceiros
    • Pesquisa
  • Contato

Trabalhe Conosco | Mapa do Site | Restrito

Ingredientes Ativos | Linha Dermatológica | Linha Dermocosmética | Linha Antissinais

CONHEÇA SUA PELE

NOTÍCIAS


Pele - Cuide de seus pés



Números que explicam por que o diabético deve olhar com muito carinho para os seus pés.

10% dos portadores do Diabetes mellitus apresentam complicações crônicas relacionadas aos pés.  Os diabéticos do tipo 2 as apresentam mais precoce e freqüentemente.

20% a 25% das internações de pacientes diabéticos devem-se a esta complicação.

50% das amputações não traumáticas de extremidades inferiores ocorrem em pessoas com diabetes.

Por que acontecem as feridas no pé do diabético?

• Neuropáticas: redução ou ausência de sensibilidade à dor
• Isquêmicas: diminuição do fornecimento sangüíneo
• Neuroisquêmicas: as duas causas anteriores juntas

Quem tem mais risco de apresentar uma ferida no pé, entre os diabéticos?

Quem tem...
• falta de informação adequada sobre o diabetes
• mais de 10 anos de evolução da doença
• pessoa com mais de 40 anos
• neuropatia e/ou isquemia de membros inferiores
• deformidades nos pés
• história anterior de úlcera ou amputação

Fumar e beber faz mal para o pé?

O fumo e o álcool estragam o revestimento interno dos vasos sanguíneos, o endotélio. Isso leva ao aparecimento de placas e trombos na parede dos vasos - aterosclerose - e faz com que a circulação do sangue diminua, principalmente nos membros inferiores.




« Voltar | Topo